1
Hermenegildo Langa
January 29, 2019

Alfandegas projectam fronteiras inteligentes

O objectivo é conferir uma maior fluidez do comércio, através da redução de obstáculos e criação de mais postos de trabalho

1
2
Fotografia
:

As Alfandegas de Moçambique tencionam introduzir em breve fronteiras inteligentes, uma iniciativa que poderá ajudar os importadores a reduzir a burocracia existente no desembaraço de mercadorias. Segundo o director das Alfândegas para região sul, Amílcar Mulungo, com a adopção das fronteiras inteligentes, as indústrias vão ficar mais robustas e com maior capacidade para desenvolver, o que vai proporcionar uma maior arrecadação de receitas.

“Alguém quando importa pode prever o que é que vai pagar, o que é que pode dar como documento e evitar questões de última hora enquanto a mercadoria já está no ponto de entrada”, disse Mulungo. 

A fonte acrescentou também, que a medida exige o uso intensivo das Tecnologias de Comunicação e Informação (TICs). “O que precisamos neste momento é aprimorarmos esses equipamentos, essas tecnologias que estão a nossa disposição”, disse, para de seguida acrescentar que muitos operadores têm reclamado a existência de várias paragens, o que acaba causando congestionamentos desnecessários. 

Com a adopção de fronteiras inteligentes, as autoridades alfandegárias vão-se limitar a introduzir o valor e especificações da mercadoria na plataforma.

As fronteiras inteligentes, uma iniciativa que consta nos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, na Agenda 2030, das Nações Unidas, visam facilitar o comércio e viagens, bem como atenuar as ameaças inerentes aos fluxos transfronteiriços de mercadorias, pessoas e meios de transporte.

Em destaque

7

Leia também