1
Celso Chambisso
February 7, 2019

Anadarko fecha mais dois contratos de venda de gás

Os avanços já alcançados fazem prever que a decisão final de investimento seja durante o primeiro semestre deste ano

1
2
Fotografia
:

A petrolífera norte-americana, Anadarko, anunciou mais um acordo de compra e venda do gás que será explorado em Moçambique, para duas empresas, nomeadamente a Shell International Trading Middle East e Tokyo Gas.

Em dois comunicados citados pelo jornal “O País”, a Anadarko revelou que a empresa Mozambique LNG 1 (entidade comercial de propriedade conjunta dos co-investidores da Área 1, da Bacia do Rovuma), assinou um contrato de compra e venda com a Shell, para comercializar dois milhões de toneladas por ano (MTPA) num período de 13 anos.

“Estamos bastante satisfeitos em anunciar este contrato com a Shell, que se baseia em acordos previamente anunciados e que eleva as nossas vendas totais de longo prazo para 7,5 MTPA, com contratos adicionais esperados num futuro próximo”, disse Mitch Ingram, vice-presidente executivo da Anadarko para o pelouro Internacional, Águas Profundas e Pesquisa.

Mitch Ingram acrescentou que “com a expectativa de uma crescente procura de Gás Natural Liquefeito (GNL) em todo o mundo nos meados da próxima década, a forte reputação global da Shell em GNL, combinada com os recursos significativos e a localização geográfica favorável do GNL em Moçambique, cria uma oportunidade única para disponibilizar aos clientes um fornecimento fiável a longo prazo de energia limpa”.

O comunicado refere ainda, que a Mozambique LNG está “extremamente satisfeita” por ter a Shell a bordo como um dos clientes de base, e o contrato rubricado aumenta a crescente lista de clientes de alta qualidade, demonstrando o excelente progresso em direcção ao objectivo declarado de tomar uma decisão final de investimento durante o primeiro semestre deste ano.

O segundo contrato de compra e venda do gás moçambicano, a petrolífera norte-americana, assinou com a Tokyo Gas e a Centrica LNG Company Ltd, uma subsidiária da Centrica Plc, para o fornecimento de GNL a longo prazo.

O Contrato conjunto, requer o fornecimento de 2,6 milhões de toneladas por ano, desde o início da produção até aos princípios dos anos 2040

Em destaque

7

Leia também