1
Hermenegildo Langa
February 1, 2019

Construção da barragem de Moamba-Major retoma este ano

O governo trabalha neste momento na mobilização de fundos para a conclusão das obras deste empreendimento ao longo do rio Incomáti, cuja primeira pedra foi lançada em 2014

1
2
Fotografia
:

A construção da barragem de Moamba-Major, na província de Maputo, interrompida devido ao corte do financiamento brasileiro, em 2016, poderá retomar este ano. De acordo com o Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine, já está em curso a mobilização de recursos para retomar as obras.

“Há um esforço que está a ser empreendido pelo Ministério de Economia e Finanças no sentido de mobilizar recursos financeiros para a construção este empreendimento, e há sinais positivos de que esta mobilização poderá se efectivar ao longo deste ano”, afirma.

João Machatine fez saber, na ocasião, que o governo está igualmente a mobilizar recursos financeiros para a construção de três barragens ao longo dos rios Maputo e Tembe, no distrito de Matutuíne, província de Maputo.

O projecto da barragem está a ser reformulado para incorporar a rede de abastecimento de água, razão principal que levou ao agravamento do custo empreitada e consequente paralisação por falta de verbas.

Inicialmente, as obras estavam estimadas em 460 milhões de dólares, mas o redesenho do projecto fez disparar o empreendimento para 700 milhões de dólares.

A barragem de Moamba-Major vai produzir 760 milhões de metros cúbicos de água por ano e vai abastecer toda a província de Maputo incluindo a capital.

Em destaque

7

Leia também