1
Redacção
September 13, 2019

G Club: Exclusividade, Bom Gosto e Excelência Gastronómica

Recentemente inaugurado no Maputo Glória Hotel, o “G Club” é, como o nome sugere, um clube, isto é, um espaço reservado apenas aos membros aderentes.

1
2
Redacção
Fotografia
:

Embora a componente gastronómica constitua certamente um elemento a ter em consideração, o conceito, que se pretende diferenciador e único em Maputo, é o de proporcionar um espaço

que, pelas suas características de exclusividade, permita aos membros desfrutar de um convívio discreto num ambiente sofisticado e selecto. Neste sentido, o “G Club” é constituído por uma diversidade de espaços, uns que privilegiam uma maior intimidade e outros que, pelo contrário, apelam à convivialidade e à informalidade dos encontros. O que marca fortemente todos esses espaços, entre outros aspectos, é o cuidado posto na decoração, apurada e luxuosa, e o desenho meticuloso da configuração no sentido de diversificar os ambientes e permitir aos membros desfrutar qualquer tipo de situação, seja ela motivada por um encontro de negócios ou apenas pelo desejo de um bom convívio.

Mas o “G Club” pretende ir mais além e oferecer aos seus membros um conjunto de actividades. Haverá, assim, periodicamente, “Jantares de Gala” com objectivos de beneficiência. Conforme se pode ler no documento de apresentação do clube, estarão centrados num tema e, para além do pretendido convívio, o seu objectivo será a angariação de bens e valores para apoio a causas sociais e culturais. Outras iniciativas previstas passam pela realização de “Tertúlias” e de eventos culturais. De referir ainda a intenção de organizar torneios de snooker, xadrez ou bridge. Uma das componentes mais distintivas do “G Club” é, no entanto, e sem sombra de dúvida, a sua oferta gastronómica.

Explorando o conceito de “fine dining”, ou desgustação extensa e prolongada do menu proposto, também aqui o “G Club” se posiciona de forma diferenciadora. Concebido pelo Chef Elísio Mabunda, a proposta gastronómica é a de uma cozinha de autor requintada cuja variedade é impossível de resumir aqui. Apesar de tudo ficam algumas sugestões. Nas entradas destacamos o gaspacho com influências alentejanas e filete de sardinha flamejada, o tártaro de atum, o camarão ao coco sobre uma tostinha de sésamo e tapenade

e o trio de empadas de caranguejo, espinafres e coelho. No que toca aos produtos do mar, não deixe de provar o Naco de atum corado e temperado com paprika e acompanhado

de puré de favas e legumes, o risoto de bacalhau com amêijoas ou a tranche de garoupa e carabineiro acompanhada por uma migada de batata e legumes e molho espuma de marisco. Se as suas preferências vão para a carne, experimente a barriga de porco assada lentamente no forno e envolta num molho agri-doce acompanhada de puré de maçã e beterraba, o peito de pato corado com puré de batata doce, frutos secos e legumes. Nas sobremesas, destacamos a Tarte enrolada de maçã acompanhada de creme inglês e gelado de baunilha. Para além de uma lista de vinhos que deve merecer a sua atenção, a carta inclui ainda, para os apreciadores, um conjunto de digestivos e charutos exclusivos em Moçambique. Nesta sua fase de arranque, o “G Club” estará aberto a todos os que o queiram conhecer. Por isso, aproveite e desfrute da experiência. Não se arrependerá.

Em destaque

7

Leia também