1
Celso Chambisso
February 18, 2019

Governo vai lançar concurso para a gestão do porto de pesca da Beira

A infra-estrutura beneficiou, recentemente, de uma reabilitação que custou cerca de 120 milhões de dólares

1
2
Celso Chambisso
Jornalista
Fotografia
:

O Governo vai lançar, durante este ano, um concurso público para a gestão do porto de pesca da Beira. O anúncio foi feito pelo vice-ministro do Mar, Águas Interiores e Pescas, Henriques Bongece durante uma visita que recentemente efectuou ao porto.

O governo de Moçambique investiu recentemente 120 milhões na reabilitação do porto que passou a ter capacidade para receber 16 barcos de pesca ao mesmo tempo, conferindo a posição do maior porto de pesca do país.

Bongece disse que a revitalização do porto permitiu que os barcos de pesca, nomeadamente de atum, possam mais facilmente desembarcar o pescado o que representa uma substancial melhoria para a economia da província de Sofala.

A reabilitação, iniciada em 2016, representa a revitalização daquela infra-estrutura que há muitos anos vinha funcionando a meio gás.

O ciclone “Eline”, que se registou no ano 2000 na cidade da Beira, danificou todas as infra-estruturas de apoio, então existentes no porto. Como consequência, as actividades ficaram paralisadas e cerca de 40 trabalhadores ficaram desempregados.

Em 2011 foi executada a primeira fase da reabilitação da infra-estrutura, que custou 19,7 milhões de dólares. Os trabalhos consistiram na reconstrução de uma sala de processamento de pescado (com capacidade de processar 18 toneladas por cada turno de 8 horas), uma fábrica de gelo (com capacidade de produção de 30 toneladas por dia), seis câmaras frigoríficas (com capacidade de armazenamento de 50 toneladas cada) e um bloco administrativo.

Foram também adquiridos equipamentos de manuseamento de carga, nomeadamente um camião grua com capacidade de carga de 10 toneladas, uma empilhadora eléctrica com capacidade de carga de 1,5 toneladas e uma a gasóleo com capacidade de carga de 3,5 toneladas.

A mais recente requalificação também melhorou a capacidade de armazenamento do complexo frigorífico 900 toneladas por dia, contra as anteriores 300 toneladas.

Em destaque

7

Leia também