1
Celso Chambisso
June 11, 2019

INE confirma perspectiva “pouco encorajadora” no crescimento económico deste ano

O aviso do INE acontece numa altura em que o Governo e instituições multilaterais alertam para um crescimento inferior ao inicialmente previsto

1
2
Fotografia
:

A perspectiva de crescimento económico de Moçambique em 2019 é “pouco encorajadora”, disse o presidente do Instituto Nacional de Estatística, que adiantou ter-se observado uma regressão na evolução do Produto Interno Bruto (PIB) do país de 2015 a 2018.

Rosário Fernandes, citado pela agência noticiosa AIM, precisou que no período que vai de 2015 até ao primeiro trimestre do ano em curso, por comparação com o exercício de 2007 e com o censo 2017, observa-se uma regressão no PIB per capita, que passou de 458 para 453 dólares.

Estes dados estão e linha com os que vem sendo apresentados nos últimos dias. Por exemplo, um mês depois do FMI ter cortado o crescimento do PIB para 1.8%, o Banco Mundial reviu para 2%, menos 1,5 pontos percentuais que a previsão de Janeiro.

O presidente do INE fez estas observações na sessão de abertura do seminário de auscultação sobre o Inquérito aos Orçamentos Familiares (IOF), a decorrer em Maputo e que visa recolher reflexões, subsídios, sugestões e recomendações para uma maior representatividade do universo de utilizadores em todo o território moçambicano.

O IOF inicia-se em Outubro, após as eleições gerais, sendo antecedido de um inquérito-piloto cuja formação dos respectivos inquiridores começa nesta terça-feira, na província de Maputo.

O exercício piloto será realizado em Julho para, em finais de Outubro, começar o inquérito principal, cujos resultados estarão disponíveis em Abril de 2021.

Os inquéritos aos orçamentos familiares são operações estatísticas realizados junto aos agregados familiares, seleccionados por amostragem, permitindo ainda recolher dados sobre emprego, desemprego, subemprego e turismo. 

Em destaque

7

Leia também