1
Pedro Cativelos
July 17, 2019

MERCADO DE CAPITAIS: OPV da HCB foi “um grande sucesso”

Primeira fase da operação de venda de 7,5% do capital da HCB encerrou com uma procura "massiva" por títulos em praticamente todas as regiões do país

1
2
Fotografia
:

A Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) anunciou, esta manhã, pela voz do Presidente do Conselho de Administração, Salim Valá, que a Oferta Pública de Venda (OPV) sobre uma percentagem do capital da Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) foi “um grande sucesso”, tendo sido vendidos 4 por cento das acções da HCB, mais 1,5 por cento do que tinha sido planificado para esta primeira fase da operação, o que "demonstra a eficácia da estratégia de comunicação de toda a operação, bem como dos veículos digitais utilizados para a subscrição (podia ser feita através de uma app desenhada para o efeito e por via de um código SSD, que não requer uma ligação do telemóvel à Internet)".

Salim Valá sublinhava assim a "enorme procura que os títulos suscitaram em todas as regiões do país, e em praticamente todos os distritos também, ultrapassando as próprias barreiras do sistema financeiro e chegando a todos os moçambicanos num exercício de inclusão financeira que era, de resto, o objectivo desta grande operação, lançada há dois anos pelo senhor Presidente da República”.

Lembre-se que, nesta fase, a HCB tinha inicialmente colocado no mercado apenas 2,5 por cento das suas acções, correspondentes a 680 milhões de acções, mas procedeu à venda de 1 099 milhões (correspondentes a 4 por cento), tendo arrecadado um valor ligeiramente acima dos 3 mil milhões de meticais (cada acção foi vendida a um custo unitário de 3 meticais).

E foi esse o factor destacado, igualmente, pelo PCA da HCB, Pedro Couto, durante a cerimónia de apresentação dos resultados da OPV dos 7,5 por cento das acções da empresa, atribuindo a decisão de alargar a oferta "à grande procura verificada nesta primeira fase do processo”. Depois, deixou ainda a garantia de que os restantes 3,5 por cento do capital serão vendidos em Bolsa no próximo ano.

De referir que a subscrição para a primeira fase de venda das acções da HCB decorreu entre os dias 17 de Junho e 12 de Julho, sendo que apenas eram elegíveis cidadãos, empresas e instituições nacionais. A operação foi efectuada através da Bolsa de Valores de Moçambique e executada pelo consórcio bancário composto pelo BCI (Banco Comercial e de Investimento) e BIG (Banco Internacional Global).

Em destaque

7

Leia também